(34) 2103-6100

Av. Santos Dumont, 2191 - Santa Maria - Uberaba-MG

Qual o segredo para envelhecer bem no Brasil?


image  

A geriatra Maysa Cendoroglo e o neurocientista Tarson Adoni, levantam em suas pesquisas, que um dos pontos para que o envelhecimento seja mais tranquilo é socializar. Conversar é um grande estímulo porque cria desafios, faz pensar e é um exercício para o cérebro.


Outro ponto é praticar atividade física. Ela controla os fatores de risco e ajuda a minimizar os impactos de doenças. Também mantém a força muscular, já que com o envelhecimento, as fibras musculares, principalmente as fibras rápidas, vão reduzindo. Por isso idosos tendem a ter uma resposta lenta a situações inesperadas, como um tropeço, por exemplo. A atividade física ajuda a manter a massa muscular, o que melhora o equilíbrio, força e velocidade de marcha.



A perda de massa magra, da força e a diminuição da velocidade de marcha causam sarcopenia. Tanto pessoas magras quanto obesas podem ter essa diminuição das fibras musculares e a infiltração de gordura entre as fibras.



Melhor do que apenas praticar atividade física é fazê-la em grupo. Estudos experimentais mostram que melhora a memória, já que provoca um aumento da proteína BNDF - Brain-derived neurotrophic factor, que atua no hipocampo e melhora a memória. Quem pratica atividade física em grupo tem maior liberação dessa proteína que pessoas que praticam sozinhas.



Outro ponto muito importante é a alimentação saudável. O envelhecimento muda a absorção e a metabolização dos alimentos. Perdemos células de vários órgãos, inclusive do intestino, por isso a absorção dos alimentos diminui.


Além disso, o metabolismo basal reduz e por essa razão a quantidade de alimentos ingeridos diariamente deve ser menor do que era anteriormente. Para o bom envelhecimento, é preciso consumir proteína, fibras, alimentos que contém cálcio e beber bastante água.



Muitas pessoas quando envelhecem pioram os hábitos alimentares porque passam a ter dificuldade de comprar os alimentos e a prepará-los por causa da perda de mobilidade; têm menos dinheiro para fazer compras e também pioram a mastigação. Essas dificuldades fazem com que os idosos optem por alimentos mais fáceis de preparar e de mastigar, o que acaba sendo, na maioria das vezes, carboidratos e gordura.



O sol também é muito importante! Para manter a produção de vitamina D, é importante tomar sol 20 minutos por dia.



Fonte: G1 - Globo